01.06.2020

Entrega delivery aumenta cerca de 77% e NGK recomenda atenção com a manutenção das velas de ignição

Entrega delivery aumenta cerca de 77% e NGK recomenda atenção com a manutenção das velas de ignição

– Estudo aponta que pedidos por delivery cresceu significativamente no setor alimentício, em março, com o início da quarentena no Brasil

– A circulação de motocicletas aumentou consideravelmente, o que requer cuidado redobrado com a manutenção preventiva

Com a adoção da quarentena no Brasil, a população teve a necessidade de adaptar seus hábitos de consumo, passando mais tempo em casa. Com isso, a entrega por delivery aumentou consideravelmente, cerca de 77%, somente nas primeiras semanas de março, conforme estudo da Corebiz, empresa de inteligência para marcas do varejo. Diante disso, a NGK, especialista em sistema de ignição, alerta para a manutenção preventiva das motocicletas que, consequentemente, estão circulando mais para realizar as entregas diariamente.

Neste contexto, a manutenção preventiva das motocicletas em circulação é uma das melhores formas de garantir a segurança do motociclista já que evita situações indesejáveis, como panes e problemas mecânicos diversos. Para realizar qualquer tipo de verificação ou manutenção, é importante ter um profissional qualificado e de confiança, que realizará a avaliação e necessidade da troca, modelo e correta aplicação do produto, sem danificar ou comprometer outras peças e componentes da motocicleta.

É importante ressaltar que cada fabricante tem orientações específicas no Manual do Proprietário sobre a manutenção das velas, que pode variar de acordo com a quilometragem do veículo. A NGK orienta o motociclista a solicitar uma inspeção a cada seis meses ou a cada três mil quilômetros rodados, o que ocorrer primeiro.

O desgaste das velas de ignição pode gerar falha de funcionamento do motor, dificuldade na partida, aumento no consumo de combustível, alto índice de emissão de poluentes e danos ao sistema de ignição. “Outro ponto importante é que as motocicletas flexfuel, presentes no mercado, não possuem sistema de partida a frio, sendo, desta forma, imprescindível o correto funcionamento do sistema de ignição”, afirma Hiromori Mori, consultor técnico da Assistência Técnica da NGK.

O especialista ainda indica a importância de não forçar a ignição da moto, caso a mesma não pegue. Isso porque a bateria da moto tem uma capacidade de energia menor que a dos automóveis e insistir na partida pode descarregá-la, mais facilmente. “Ainda há outro problema bastante comum. Trata-se do encharcamento da vela com combustível. Nesta condição, a vela entra em curto circuito perdendo o seu isolamento. Nesse caso, é preciso esperar que o combustível evapore por completo até dar a partida novamente”, esclarece Hiromori.

Conheça as principais velas e tipos oferecidos pela NGK:

Vela Iridium – Elaborada com metal nobre, é voltada para motores de alta performance e possui grande resistência ao desgaste, possibilitando ainda maior redução do diâmetro do eletrodo. Com isso, a centelha da vela tem mais energia para queimar a mistura ar combustível, refletindo em marcha lenta mais estável e acelerações mais rápidas. Dependendo das condições de trabalho, também gera economia de combustível. “Para algumas motocicletas que utilizam a vela Iridium, como equipamento original, vale reforçar que, normalmente, possuem maior vida útil. A vela Iridium IX foi desenvolvida exclusivamente para o mercado de reposição, voltada aos motociclistas que gostam de melhorar o desempenho de suas motocicletas. Esta vela está disponível para a maioria das motocicletas nacionais, representando uma forma rápida e econômica de melhorar o desempenho”, avalia Mori.

Velas Convencionais – São elaboradas com eletrodos de níquel e contêm cobre embutido, garantindo melhor troca térmica da vela, além de possibilitar ampla faixa de aplicação.

Velas Resistiva – Contém um resistor cerâmico, que diminui as interferências eletromagnéticas que podem ser provocadas pelo sistema de ignição. Estas velas são muito importantes para motocicletas que possuem projetos mais modernos ou quando há instalação de algum acessório nas motocicletas, como alarmes de presença.

< Voltar